5 dicas simples para criar crianças felizes no mundo digital | Happy Code

5 dicas simples para criar crianças felizes no mundo digital

Setembro 11, 2018

A felicidade dos filhos é prioridade na vida de todos os pais. Mas ultimamente, o nosso bem-estar – e o dos nossos filhos – parece estar em queda livre. Depressão, ansiedade e até mesmo as taxas de suicídio juvenil estão a aumentar, assim como o uso de telemóveis, aparelhos electrónicos e a constante expectativa de estar sempre ligado. Educar as crianças para serem felizes no mundo de hoje parece ser uma tarefa muito complicada, mas precisamos reescrever as regras para as educar melhor para a era digital.

Os pais de hoje enfrentam uma geração de filhos que digitam, jogam e descarregam aplicações antes mesmo de saberem apertar os atacadores ou andar de bicicleta. As crianças de dois anos já conhecem os botões de todos os controles remotos da casa e os atalhos nos smartphones… Muitos responsáveis estão preocupados com os efeitos que toda essa tecnologia está a ter na saúde física e no desenvolvimento dos seus filhos. Eles sentem-se culpados pela quantidade de tempo em que os seus filhos estão em frente à TV ou brincam com iPads, mas admitem que tentar tirar um dispositivo digital da mão do seu filho pode, frequentemente, resultar em conflitos e brigas.

Ao tentarmos que os nossos filhos sejam felizes, podemos ter caminhado na direcção errada. Enquanto os media e a tecnologia merecem uma parte da culpa pelo nosso stress colectivo, ninguém realmente sabe quanto. No entanto, sabemos que desligar tudo não nos deixa mais felizes. De facto, há inúmeros benefícios que a tecnologia pode trazer para o desenvolvimento de crianças e adolescentes e à medida que mais pesquisas surgem sobre o impacto dos media e da tecnologia na saúde mental infantil, confirmamos o que sempre soubemos sobre como ser feliz: relacionamentos saudáveis, um sentimento de valor próprio, carácter forte e outras influências positivas são o que realmente importa. E enquanto não pode exigir alegria, apoiar o seu filho – tanto online como offline – cria um ambiente onde a felicidade se estabelece.

Como pais, podemos ajudá-los a cultivar os aspectos positivos de todas estas inovações que os nossos filhos adoram. O primeiro passo é simplesmente aceitar a importância para eles da tecnologia e ajudá-los a usá-la de maneira a agregar valor às suas vidas. Começar a falar sobre cidadania digital com os seus filhos, desde o início, é fundamental para o desenvolvimento deles e, para o inspirar, seleccionámos algumas dicas para ajudar a criar uma criança feliz no mundo digital:

Coragem e confiança

A combinação de perseverança e persistência ajuda na recuperação de decepções e desempenha um papel importante no desenvolvimento de crianças e adolescentes. Na escola, na Internet e até com amigos, os jovens sentem-se pressionados a conseguir tudo à primeira tentativa. Para melhorar esta situação, devemos incentivar o que é chamado de “mentalidade de crescimento”, ensinando o processo de tentar, fracassar e aprender com os erros. Quando se sentirem derrotados, devemos ser aqueles que dizem: “Vais conseguir!”

Autoestima

Gostos, comentários e outros indicadores do status online fazem parte da vida das redes sociais das crianças e adolescentes. Mas há uma curiosidade natural sobre o que os outros pensam sobre eles que se pode transformar numa fixação prejudicial na validação de identidade, causando depressão e problemas sociais. Pode ajudar o seu filho promovendo um sentimento interno de autoestima, incentivando actividades e hobbies que dão às crianças uma sensação de realização nos seus próprios termos.

Gratidão

Estar realizado e agradecido é um truque de vida comprovado e que leva a uma sensação incrível de bem-estar. Pode realmente usar tecnologia e inovação para cultivar um senntimento de gratidão. Há muitas crianças e adolescentes que se inspiram nesse mundo de possibilidades que a tecnologia proporciona e procuram descobrir mais informações, para aprender a criar e tornar o mundo melhor, como a jovem Hannah Herbest, de 16 anos, que quer usar a sua invenção para dar energia a bombas de dessalinização de água e converter água salgada em água potável nos países em desenvolvimento. E também como a indiana Lalita Srisai, também de 16 anos, que notou que as espigas de milho secas absorvem contaminantes da água e acredita que pode comercializar o dispositivo para que os agricultores façam purificação da água de maneira mais fácil e barata. Em casa, pode criar uma cultura de valorização com os seus filhos, debatendo aquilo por que é grato e também promovendo acções para estimular o bem social na sua comunidade.

Laços sociais

Na era digital, as crianças podem fazer novos amigos e fortalecer os relacionamentos existentes online, seja num jogo empolgante de Minecraft, alguns likes no Instagram ou até mesmo numa sessão do FaceTime com os avós. Mas as pessoas mais felizes são aquelas que consistentemente encontram um equilíbrio entre os écrans e o resto da vida. E como adultos, somos nós que precisamos modelar os hábitos saudáveis. Então, organize os tempos livres de écran em casa, desligando tudo para seja possível fazer contacto visual e realmente ouvir a família e os amigos sem distracções.

Criatividade

Jovens com competências para produzir podem facilmente expressar-se através das redes sociais. O mundo digital oferece às crianças a oportunidade de partilharem as suas criações com grandes audiências em alguns minutos e podem até mesmo colaborar com outras crianças noutros países e continentes, o que é uma competência essencial no século XXI. Se os seus interesses são realmente sérios, as redes sociais podem ser uma maneira de obter comentários e críticas para melhorar e refinar as suas concepções. Além de que a tecnologia traz a oportunidade de fazer as suas ideias tornarem-se verdadeiros projectos de impacto na nossa sociedade.

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos lecionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de atuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code leciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projetos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.
Para saberes mais, vê os nossos cursos e segue-nos:

 face   insta   twitter    pint

Como editar um vídeo de sucessoQual a hora certa de abordar a educação digital com as crianças?