5 benefícios de desenvolver a autonomia da criança desde cedo

5 benefícios de desenvolver a autonomia da criança desde cedo

É natural que os pais ajudem os seus filhos a cumprir as tarefas do dia a dia, em especial quando eles ainda são pequenos, o que gera uma certa dependência. Apesar de esse cuidado fortalecer laços e aumentar a confiança, é preciso trabalhar a autonomia da criança para que ela desenvolva competências que vai utilizar durante toda a vida.

Parte do cuidado dos pais deve ser no sentido de estimular o desenvolvimento da criança. Isso é feito oferecendo-lhe a oportunidade de viver diversas experiências. Assim, ela é treinada para vencer os desafios que vão surgir ao longo do caminho.

Essa é uma questão muito importante, por isso, preparamos este artigo para indicar alguns dos benefícios de ajudar a criança a desenvolver a sua autonomia desde cedo. Ao ler vai ver porque deve proporcionar este tipo de aprendizagens, desde muito cedo, ao seu filho!

1. Realizar actividades básicas sozinho

Existem diversas tarefas que, em algum momento, o seu filho vai ter de começar a realizar sozinho. É, por exemplo, o caso de tomar banho, alimentar-se, escovar os dentes ou pentear o cabelo. O ideal é que possa desenvolver a autonomia da criança para que ela saiba como cuidar de si mesma e consiga realizar tais actividades.

Entenda que não se trata de deixar de ajudar a criança, mas de ensinar com carinho e amor as tarefas que ela deverá cumprir. Além de o tornar mais independente, é dessa forma que vai desenvolver competências como a coordenação motora.

2. Desenvolver a capacidade cognitiva

Permitindo a autonomia da criança, ela terá uma interacção muito maior com o mundo ao seu redor e a oportunidade de se conhecer a si mesma. Dessa forma, a sua cognição será trabalhada, despertando competências físicas, mentais e sensoriais.

Será desafiada pelos problemas que vai encontrar, vai ter de pensar em soluções para eles e isso vai estimular o seu raciocínio e as tomadas de decisão. Com isso, a criança fica mais confiante no seu próprio potencial e mais segura das suas acções.

3. Formar um cidadão mais activo

Um dos objectivos de desenvolver a autonomia da criança desde cedo é evitar que ela cresça totalmente dependente dos pais. É fundamental que, aos poucos, amadureça e consiga realizar acções sozinha, porque vai chegar o momento em que isso será essencial, como quando estiver na adolescência.

Esse “treinamento” oferecido pelos pais ajuda a formar um cidadão mais activo, aquele que toma as rédeas da sua própria vida, que não depende dos outros e é capaz de resolver os seus problemas sozinho, aproveitando as oportunidades que surgem.

4. Aumentar o sentido de responsabilidade

Quando a criança tem um pouco mais de autonomia, passa a entender que algumas tarefas e acções são da sua responsabilidade. Como, por exemplo, recolher os brinquedos, fazer a cama, guardar as próprias roupas, entre outras.

Dessa forma, também aumentamos o seu sentido de responsabilidade. Aos poucos, será possível designar tarefas mais complexas, permitir que ela ajude em casa e, assim, perceba o seu papel dentro da família, em sociedade e o assuma.

5. Aperfeiçoar a inteligência emocional

Enquanto trabalha a sua autonomia, a criança vai-se deparar com situações não lhe agradam e pequenos problemas que terá de enfrentar. Desse modo, passará por pequenas frustrações e aprenderá a lidar com tudo isso, entendendo que as coisas nem sempre acontecem da forma como esperamos ou queremos.

Em muitos momentos, também vai precisar de ter paciência, fazer as actividades numa determinada ordem e seguir algumas regras, mesmo que não queira. Assim, vai trabalhar as suas emoções, aprendendo a lidar com aquilo que sente e a expressar o seu pensamento.

Possibilitar o desenvolvimento da autonomia da criança é um passo muito importante no desenvolvimento dela. É desse modo que ela vai ter um pouco mais de independência, o que é importante para conduzir a sua própria vida, e ficará muito mais tranquilo sabendo que seu filho sabe cuidar de si mesmo e está a ser bem preparado para o futuro.

Gostou destas dicas? Então, partilhe-as nas suas redes para que os seus amigos também percebam a importância de ensinar as crianças a serem independentes.

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos leccionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de actuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code lecciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projectos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário