Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. Inscreve-te já!
8 motivos para estimular o seu filho a aprender na prática

8 motivos para estimular o seu filho a aprender na prática

Uma das estratégias de aprendizagem mais efectivas é a que estimula o aluno a aprender na prática. Dessa forma, os estudantes conseguem perceber melhor os assuntos que estudam e desenvolver todas as competências cognitivas e interpessoais que são fundamentais para a vida, em todos os aspectos.

Mas como fazer para estimular essa aprendizagem prática? Como os pais podem participar activamente desse processo de aprendizagem e o que é preciso observar no modo de aprender das crianças? Para perceber melhor este assunto e ser mais activo na educação dos seus filhos, elaborámos este artigo sobre estratégias de aprendizagem na prática!

O que é aprender na prática?

Aprender na prática é uma abordagem moderna da educação, caracterizada por se focar em trazer os conteúdos estudados para fora dos livros e aplicá-los em projectos reais. Trata-se de uma experiência que dá prioridade à acção dos estudantes, em vez da sua atitude no modelo tradicional, que é mais passiva.

Esta estratégia é uma importante adaptação do ensino aos tempos modernos, que requerem profissionais dinâmicos, interdisciplinares e que se saibam adequar a diferentes cenários e extrair o melhor das situações inesperadas.

Com o avanço da tecnologia, o conhecimento prático passou a ser um requisito fundamental para as vagas, pois diferencia os colaboradores envolvidos e proactivos dos que não contribuem para as empresas. Essas competências são fundamentais e devem ser desenvolvidas nas pessoas desde muito cedo.

A vida também está mais complexa e exige, no geral, as mesmas características. O ser humano deve estar preparado para o aspecto profissional, mas também para as relações sociais, com competências que lhe permitam um bom convívio com outras pessoas.

Nesse estilo de aprendizagem, o aluno vai ter que pensar como um profissional, tendo, assim, que se preparar para o mundo real e o futuro. A abordagem permite que o estudante complemente os estudos ao colocar os conteúdos à prova e adquirir uma visão mais ampla e profunda acerca dos temas.

Por que é importante aliar teoria à prática?

Conheça alguns dos benefícios da aprendizagem na prática!

1. Ver o mundo de novas maneiras

A aprendizagem activa contribui para que o aluno veja o mundo de uma maneira diferente, mais aberta. Assim, aprenderá como os assuntos que estuda se relacionam com o mundo real e como os factores da vida são afectados pelas leis que aprende na escola.

Este estilo de ensino também ajuda o estudante a perceber melhor os erros e a valorizar as tentativas, mesmo que resultem em falhas. Ele aprende que errar faz parte do processo e é fundamental para a construção do conhecimento e experiência.

Para uma criança, ainda no início da vida, essa nova percepção é interessante, pois já gera competências cruciais e uma visão diferenciada que serão úteis no futuro.

2. Estimular a criatividade

Outra vantagem perceptível é o desenvolvimento da criatividade. A aprendizagem ficada na acção é baseada na procura de soluções para questões do mundo real, com objetos e recursos do mundo real. Da mesma forma, está associada a cenários que requerem raciocínio e pensamento elaborado.

Por isso, o estudante aprende a pensar em formas de chegar a um resultado mesmo com escassez de ferramentas ou com tecnologia limitada, por exemplo, assim como consegue desenvolver diferentes maneiras de resolver uma situação.

3. Desenvolver autonomia e protagonismo

Ao esforçar-se para criar soluções, o aluno também desenvolve a autonomia e o protagonismo. Afinal, terá que se envolver activamente com o problema, considerar todas as variáveis e procurar formas de contornar a questão. Esse modelo de aprendizagem ajuda a tirar os assuntos da mente do estudante e a colocá-los em movimento, em acção.

4. Incentivar colaboração

Da mesma forma, aprender na prática é uma estratégia que depende muito da colaboração, ou seja, é baseada na contribuição dos alunos entre si. Os estudantes terão que procurar formas de chegar a determinados resultados em grupo e começarão a respeitar as ideias alheias e a interagir gentilmente com os colegas.

Assim, eles aprendem que as soluções surgem mais facilmente quando várias mentes trabalham juntas e que é possível evoluir efectivamente com a ajuda de outras pessoas.

5. Resolver problemas complexos

Outra característica que revela a importância do ensino prático é a possibilidade de lidar com problemas complexos. Isso é interessante, pois quanto mais difíceis forem esses cenários, mais raciocínio e criatividade serão empregados para chegar à resolução. Assim, os seus filhos vão aprender uma série de competências fundamentais no processo.

Situações mais complexas serão importantes para uma aprendizagem mais profunda dos temas estudados, já que eles serão muito utilizados, de maneira até intuitiva, pelos estudantes.

6. Incentivar o desenvolvimento do raciocínio lógico

Além disso, a aprendizagem activa também é importante para estimular o raciocínio lógico, focado em procurar as relações entre causas e consequências e num fluxo definido de passos para alcançar o resultado.

O estudante vai precisar de organizar os seus conhecimentos e aplicar os conteúdos estudados nas ciências exactas, como matemática e física. Essa competência também está associada com a objectividade do aluno em resolver o que está a ser pedido. É outra competência muito importante nos tempos modernos em que vivemos.

7. Desenvolver a boa comunicação

Assim como a colaboração, os mais novos vão aprender a comunicar melhor com outras pessoas, interagir com os seus colegas, transmitir as suas ideias e discutir assuntos. Essa comunicação está relacionada com o problema analisado, contudo abrange também as relações sociais dos alunos entre si, no geral.

O convívio gera dependência e ajuda a criança a ver as outras pessoas com mais empatia, respeito e a desenvolver competências sociais fundamentais. Isso é importante para lidar com a timidez de algumas crianças, por exemplo.

Com um projecto específico, elas podem sentir-se livres e entusiasmadas para dialogar com as outras crianças sobre diferentes temas. O principal factor é a compreensão de que a interacção é, sim, uma coisa positiva.

8. Estimular o envolvimento

A aprendizagem prática também está relacionada com envolvimento dos alunos nas suas tarefas. Afinal, vão lidar com projectos do mundo real, com situações comuns e narrativas empolgantes, que os manterão ligados e interessados.

Um dos principais problemas do ensino tradicional é justamente a falta desse envolvimento, pois os estudantes não percebem os assuntos e não compreendem a aplicação deles.

No modelo activo de que estamos a falar, as crianças terão a oportunidade de viver na prática e de adquirir essa importante experiência, por isso, a falta de interesse é combatida.

A possibilidade de utilizar recursos e equipamentos diferentes, associados com inovação, também é um factor relevante nesse sentido. Os alunos vão entrar em contato com uma metodologia diferente e com ferramentas diferentes, e isso cria um sentimento de curiosidade que contribui para a aprendizagem.

O ensino activo e prático é importante para o desenvolvimento dos estudantes desde a infância. É fundamental para aprofundar os seus conhecimentos e estimular competências que não tem prioridade num modelo tradicional de ensino, como empatia, criatividade e autonomia. Assim, é possível enfrentar os principais desafios do século XXI.

Agora que já sabe por que aprender na prática é uma excelente estratégia, descubra os benefícios da escola de tecnologia para crianças!

 

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos leccionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de actuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code lecciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projectos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário