Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. INSCREVE-TE AQUI!

9 estratégias de fidelização de alunos para aplicar na sua escola

Uma forma de uma instituição de ensino verificar que está a desenvolver um trabalho de alta qualidade é através do nível de fidelização de alunos. Afinal, o grau de envolvimento dos estudantes com a escola mostra como eles estão satisfeitos com as ações realizadas e com a aprendizagem.

Uma escola deve ter um bom planeamento para implementar uma estratégia que tenha o foco na retenção dos alunos, porque este é um fator importante para o fortalecimento da imagem. À medida que uma escola é bem avaliada pelo público-alvo, maiores serão as chances de aumentar a presença no mercado.

Neste artigo, abordaremos 9 dicas valiosas para as instituições de ensino estarem mais preparadas para fidelizar os estudantes. Saiba mais!

1. Reconheça a importância da família

Um passo importante para a escola ser bem reconhecida é valorizar a família. Hoje, muitos estudantes têm mais contacto com os professores do que com os próprios pais. Deixar claro que isso é uma preocupação da escola transmite mais credibilidade aos responsáveis na altura de escolher a instituição.

Mostra que os docentes podem contribuir bastante não apenas para a formação intelectual dos alunos, mas também para a construção da personalidade (maneira de se relacionar com as pessoas e noção dos direitos e deveres).

Este cenário faz com que seja importante que os familiares sejam convidados para reuniões com os professores na escola. Esta iniciativa pode ser feita trimestralmente e é uma forma de os responsáveis terem um contacto mais próximo com os docentes para compreenderem melhor o comportamento dos filhos no ambiente escolar e nos restantes segmentos sociais.

Os pais e responsáveis também podem ser convidados para participar em eventos promovidos pela escola, tais como feira de ciências e peças teatrais com a participação dos alunos. Esta medida cria uma maior proximidade entre a família e a instituição, o que é bastante positivo.

2. Aposte no bom relacionamento com os estudantes

Se uma escola tem como meta a fidelização de alunos, é necessário investir em ferramentas que propiciem aos estudantes apresentarem sugestões e críticas sobre a evolução das aulas e a infraestrutura da escola. Esta oportunidade pode ser feita através de meios digitais (aplicações, sites, etc.), o que chama mais a atenção das crianças e dos adolescentes que adotam a tecnologia para diversas tarefas do quotidiano. Uma ideia de um aluno pode ser bastante útil para a melhoria da qualidade do ensino. Além de oferecer um espaço, é bom mostrar que uma inovação adotada foi apenas possível graças à colaboração de um estudante. Isso vai motivar os restantes alunos a se expressarem, o que ajudará a escola a compreender melhor o seu público e a procurar a melhoria contínua de forma mais inteligente.

Também é interessante os professores e restantes colaboradores estarem abertos ao diálogo e a conversarem sobre situações que podem prejudicar o ambiente escolar, como, por exemplo, os casos de bullying. É importante que a instituição tente compreender qual é a perspetiva do estudante sobre aquele espaço e sobre as experiências lá vividas. Os alunos, ao se sentirem acolhidos, estarão mais envolvidos com a escola e dispostos a aprender.

3. Invista em aulas inovadoras

Já foi o tempo em que o ensino se baseava apenas na leitura dos livros e na exposição do professor. Sabendo desta tendência, algumas escolas estão a apostar noutros recursos para atrair os estudantes. Um deles envolve a gravação de vídeos através de uma plataforma online, em que o professor e os alunos comentam, por exemplo, um tema que pode sair nos Exames Nacionais. Os jogos educativos são mais uma alternativa para inovar a aprendizagem. É possível aproveitar este recurso para trabalhar o conteúdo de uma matéria. Em Biologia, por exemplo, os estudantes podem usar o jogo Minecraft para construir um ecossistema citado na sala de aula.

É importante que recursos tecnológicos sejam explorados a partir de boas metodologias e sistemas eficientes. Com isto os estudantes conseguem desenvolver os seus conhecimentos nessas áreas e aumentam o seu empenho nas aulas.

O uso de ferramentas tecnológicas é, portanto, uma medida que contribui para a fidelização de alunos, porque é uma maneira mais lúdica e atraente de reforçar a aprendizagem.

4. Ofereça atividades extracurriculares

Na azáfama do quotidiano, muitos pais têm dificuldade em pôr os filhos em atividades fora do horário da escola. Pensando nisto, algumas escolas oferecem projetos extracurriculares que envolvem, por exemplo, o ensino da robótica, que é excelente para o desenvolvimento do raciocínio lógico.

Há também a oferta de atividades como dança, desporto, música e o ensino de outros idiomas. Disponibilizar oportunidades para a diversão e o reforço da aprendizagem no ambiente escolar é uma iniciativa que deixa os alunos ainda mais conetados à instituição.

Com certeza, os pais ficam satisfeitos com uma escola que oferece um ensino de alta qualidade e iniciativas que propiciam aos estudantes o desenvolvimento da sociabilidade e da cultura, além do conhecimento do próprio corpo. Da mesma forma, os alunos associam a instituição a vivências divertidas e estimulantes, o que melhora o seu relacionamento com a escola.

5. Saiba divulgar as ações realizadas É bastante positivo contar com professores qualificados, atividades extracurriculares atraentes e uma excelente infraestrutura. Mesmo assim, uma instituição de ensino precisa de marketing para fortalecer a marca e construir uma imagem positiva sólida.

A escola deve apostar bastante nas redes sociais. Ter um perfil no Facebook e no Instagram é imprescindível não apenas para divulgar as ações realizadas, mas também para criar um vínculo mais forte com estudantes, docentes e os restantes segmentos da comunidade escolar.

O anúncio em jornais, em TV e rádio é mais uma opção para projetar a escola, desde que o público-alvo da instituição faça parte da audiência desses meios de comunicação. Outra ação válida é utilizar o e-mail e o WhatsApp para comunicar com os pais sobre as reuniões e outros eventos que serão promovidos pela escola.

Muitas escolas também estão a explorar o marketing de conteúdo. Com a utilização de blogs corporativos, as instituições de ensino reforçam temas importantes para a comunidade escolar ficar mais envolvida, o que favorece a aprendizagem e o maior envolvimento da família com os filhos.

6. Valorize os professores A fidelização de alunos só é possível quando a escola tem professores qualificados e que saibam relacionar-se com os estudantes. Se um docente for muito técnico, mas não tiver empatia, pode tornar o ensino aborrecido, o que afeta negativamente a aprendizagem.

Para evitar esse problema, é importante as escolas investirem num programa de formação contínua. Nele será possível adotar medidas para eliminar os pontos fracos do professor e aproveitar melhor as suas potencialidades.

É importante estabelecer uma boa relação com a rede de colaboradores, para que eles tenham envolvimento com a escola. Uma instituição de ensino que não valoriza os profissionais está a abrir espaço para a concorrência.

7. Evite a saída de alunos

Eventualmente acontecerão problemas internos, conflitos com estudantes e insatisfações por parte das famílias. É fundamental que a escola esteja preparada para lidar com essas situações e evitar o abandono escolar. Para isso, é importante que o gestor acompanhe o desenvolvimento das propostas pedagógicas e compreenda de que forma tem impacto nos alunos.

A escola pode realizar inquéritos de satisfação para a família e, como já foi dito, também oferecer um espaço para que o aluno fale sobre a sua experiência e as suas perceções a respeito da instituição.

Da mesma maneira, a dificuldade de lidar com os custos escolares pode ser um fator para a saída de alunos. Uma alternativa para contornar este problema é oferecer a possibilidade de renegociação da dívida. É importante mostrar compreensão com a família, para que ela se sinta valorizada e queira manter o vínculo com a instituição.

8. Incentive o marketing de defensores

Já ouviu falar na estratégia de marketing de defensores? Trata-se de uma forma de mostrar que a instituição é interessante, através do próprio cliente, que neste caso é o aluno. Incentivar os alunos a mostrarem como a escola em que eles estudam é boa, divertida e séria, é uma ótima forma de construir uma boa imagem.

Isso ajuda a fidelizar os alunos, porque perceberão que estudam num local interessante e privilegiado, além de ser um atrativo para novas matrículas. Para isso, é importante promover atividades diferentes e incentivar que elas sejam partilhadas nas redes sociais, além de ter ações onde o aluno é protagonista. Da

mesma forma, ter um espaço bonito e agradável é fundamental para que os jovens sintam vontade de mostrar nas redes sociais.

9. Foque no bom atendimento

O atendimento é essencial para que qualquer negócio tenha sucesso e isso também é válido para as escolas. É importante que o local seja acolhedor e recetivo e que os colaboradores estejam empenhados na solução de problemas e em encontrar melhorias.

Neste sentido, é preciso ter sistemas informatizados e eficientes para a comunicação, que permitam a resolução de problemas online. Da mesma forma, a transparência no contacto com o aluno e a família é fundamental. As rotinas e atividades têm de estar atualizadas e o tratamento deve ser cordial com qualquer pessoa.

Com planeamento, criatividade e bom senso, uma escola tem boas hipóteses de obter sucesso nas estratégias de fidelização de alunos. É importante que exista um esforço diário par manter a satisfação do público, além de contar com sistemas de monitorização de resultados que indiquem as melhores ações a serem adotadas. Neste sentido, uma instituição de ensino que não é capaz de envolver os estudantes, terá sérias dificuldades em se manter no mercado.

0 Comentários

Deixe um comentário