Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. Inscreve-te já!
Afinal, como incentivar o trabalho em equipa desde a infância?

Afinal, como incentivar o trabalho em equipa desde a infância?

As crianças têm naturalmente um espírito de colaboração e mostram-se participativas e solidárias para com as pessoas que estão ao seu redor. É por isso que elas têm uma enorme facilidade para o trabalho em equipa, cabendo aos pais, cuidadores e educadores estimularem essa competência.

É algo de importante porque cada vez mais são valorizadas competências específicas, que ajudam a complementar aquelas que pertencem a outras pessoas. Ou seja, as equipas são formadas para desenvolverem acções, estudos, projectos e trabalhos que possam reunir especialistas que se somem ao grupo, o que intensifica a importância dos relacionamentos interpessoais.

Em função da tendência inata que nós citámos, é muito fácil estimular nas crianças o trabalho em equipa. E para que saiba como fazer isso, continue a ler este artigo e veja as dicas que seleccionámos. Entenda também a relevância dessa competência para o desenvolvimento infantil.

A importância do trabalho em equipa para a criança

Desde os tempos mais remotos que o trabalho em equipa é exercitado pelos seres humanos para garantir a sobrevivência da espécie. Cada qual contribuindo com as suas competências, os integrantes do grupo complementavam-se com foco num bem comum.

Embora os objetivos se tenham modificado ao longo dos séculos, o objectivo do trabalho em equipa continua a ser o mesmo. Cada indivíduo manifesta o seu conhecimento, experiências e potencial para somar aos demais e juntos chegarem a uma meta.

O mercado de trabalho, hoje, valoriza cada vez mais a comunicação, a relação interpessoal e a capacidade de trabalhar em equipa. Afinal, os profissionais são formados com foco numa área específica e tornam-se especialistas. Assim, numa equipa reunimos diversos experts e conseguimos alcançar resultados ainda melhores.

Por isso, saber trabalhar em equipa faz toda a diferença para a criança no futuro, mas também traz impactos positivos para o seu desenvolvimento. Isso porque refina competências que vão ajudar na sua aprendizagem e tudo isso lhe vai ser útil amanhã.

Veja a seguir alguns factores que mostram a importância, para criança, do trabalho em equipa.

Integração no meio social

Trabalhando em equipa a criança tem a oportunidade de estar em contacto com outras crianças da sua idade e também com pessoas de faixas etárias diferentes. Desse modo, ela interage melhor em sociedade, aprendendo a ter uma boa convivência com os demais.

Respeito para com as diferenças

Num grupo de pessoas encontramos pensamentos, culturas, crenças e costumes diferentes. Sendo assim, a criança convive com diferentes perfis e exercita o respeito às diferenças. A tolerância é estimulada e ela entende o valor de todos e a sua importância na sociedade.

Redução da timidez

Crianças mais tímidas e retraídas beneficiam com o estímulo do trabalho em equipa porque têm a oportunidade de socializar e fazer amigos. Isso aumenta a sua autoconfiança e a segurança para interagir com as pessoas.

Desenvolvimento da liderança

Trabalhar em equipa faz a criança desenvolver a liderança, pois ela ajuda nas tomadas de decisão.Quando tem esse talento inato, automaticamente coloca-se à frente do grupo, organizando as tarefas e conduzindo as acções.

Estímulo da criatividade

Pelo contacto com diferentes formas de pensar e culturas distintas, a criança também estimula a sua criatividade. Isso ocorre porque ela começa a agregar mais conhecimento e descobre outras formas de raciocinar, e tudo isso se soma às suas próprias experiências.

Melhoria da comunicação

Para fazer parte de um grupo é fundamental saber como expressar as suas ideias. Portanto, o trabalho em equipa ajuda a criança a desenvolver a sua comunicação. Afinal, ela tem a necessidade de interagir com os outros e isso só é possível se souber como ordenar os seus pensamentos e manifestá-los.

Dicas para incentivar o trabalho em equipa na infância

Para que a criança desenvolva uma competência, por mais que ela demonstre facilidades, é necessário que receba os estímulos adequados. Dessa forma, a sua competência irá progredir do modo correto e de forma positiva para trazer vantagens e benefícios em diversos aspectos da sua vida.

No caso do trabalho em equipa, existem diferentes técnicas que pode aplicar para que o seu filho consiga desenvolver essa competência. Veja a seguir algumas dicas do que fazer para o ajudar.

Estimule a contribuição nas tarefas em casa

Pequenas tarefas em casa podem ser cumpridas pela criança para que ela dê a sua contribuição para a família. Acções como levantar a mesa, lavar ou guardar a loiça, despejar o lixo, carregar as compras e arrumar o quarto são boas alternativas para que exercite o trabalho em equipa.

Incentive a participação em campanhas e acções voluntárias

Diversas acções e campanhas são desenvolvidas com o intuito de contribuir para um bem colectivo. É o caso da recolha de agasalhos, brinquedos e mantimentos. Incentive a criança a participar desses eventos mostrando-lhe qual é o objetivo da acção. Desse modo, vai perceber que a sua participação vai contar para um grande resultado final.

Delegue responsabilidades úteis

A criança também pode ficar responsável por algumas responsabilidades importantes, como é o caso de, periodicamente, seleccionar brinquedos para serem doados, separar materiais recicláveis ou tratar do animal de estimação da casa.

Peça ajuda mesmo que não precise

Faça com que a criança se sinta útil pedindo-lhe ajuda em algumas tarefas, mesmo que não precise. Dessa forma, ela vai trabalhar consigo e vai perceber que a sua acção é importante e faz a diferença para terminar algo.

Promova momentos de interacção com outras crianças

Para estimular o trabalho em equipa é preciso que a criança interaja com outras. Então, promova esses momentos para que o seu filho possa socializar e fazer parte de um grupo. Pode levá-lo a brincar no parque, fazer gincanas, incentivar o seu filho a ler histórias para crianças mais novas ou ainda a ajudar outras com as tarefas da escola.

Inscreva a criança em aulas de tecnologia

Uma medida muito eficaz para estimular o trabalho em equipa nas crianças é a aprendizagem de tecnologia. Aulas de programação e robótica, por exemplo, são ministradas com o intuito de estimular as crianças a interagiram e trabalharem em conjunto para atingir um objetivo específico.

Elas recebem o conhecimento e um desafio para que, juntas, encontrem uma solução que se mostre útil para resolver um problema. Desse modo, cada um expõe os seus conhecimentos, as suas ideias e opiniões para ajudar o grupo.

As aulas de tecnologia, além de trabalharem esse aspecto, também contribuem bastante para o desenvolvimento e formação da criança. Afinal, as novas gerações nasceram numa era tecnológica e precisam dominar esse conhecimento para que possam estar bem preparadas para o futuro.

Dessa forma, pode incentivar o trabalho em equipa de diversas formas para que o seu filho desenvolva essa competência. Mas, ao matriculá-lo em aulas de tecnologia, além de alcançar esse objetivo, ainda favorece o aperfeiçoamento da criança e estimula muitas outras competências. Por isso, é uma excelente alternativa para o ajudar a crescer.

A aprendizagem de tecnologia pode contribuir de diferentes formas para o desenvolvimento da criança. Leia este artigo sobre alguns dos outros aspectos positivos que esse conhecimento lhe dá.

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos lecionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de atuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code leciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projetos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário