Crianças e inteligência coletiva – A influência da Internet

Crianças e inteligência coletiva – A influência da Internet

Sabe qual a relação entre as crianças e inteligência colectiva – A influência da Internet? O assunto, além de ser polémico, é muito relevante no dia-a-dia da aprendizagem das crianças da geração Z,  pois tem muitos pontos positivos na sua aprendizagem, incluindo no desenvolvimento de competências cognitivas.

O que representa a internet para a actual geração de crianças?

As crianças da geração actual, conhecida também como geração Z, são aquelas com datas de nascimento a partir da segunda metade da década de 90. Elas nasceram na era dos computadores, tabletssmartphones e da internet. Algo com que as pessoas da geração anterior só contactaram no início da adolescência. O primeiro efeito disto é que estas crianças tem uma maior facilidade e rapidez no aprendizagem do uso das tecnologias.

Podemos destacar, como uma consequência desse contacto “precoce” com computadores, que as crianças aprendem a usar o teclado antes mesmo do lápis. É cada vez mais comum vermos os mais pequenos começarem a aprender a escrever o nome com as teclas do desktop ou notebook dos pais em vez de o fazerem no livro de caligrafia, como no passado.

Que influência tem a internet no desenvolvimento das crianças?

Podemos dizer, sem dúvidas, que a tecnologia tem evoluído de forma impressionante ao longo da história da humanidade com o objetivo de tornar mais práticas as trocas de informações que possam contribuir para a evolução da sociedade. Essa maneira de levar as informações é uma forma de inteligência colectiva. Considerando a velocidade das informações, as pessoas conseguem-se manter informadas em minutos e até mesmo segundos após as notícias e fatos que ocorrem em qualquer parte do planeta. Hoje, as pessoas são quem mais partilha conteúdo.

Mesmo que essa propagação do acesso à internet represente inúmeros dos benefícios que a tecnologia proporciona, também devemos destacar os malefícios que ela provoca quando não é usada de forma prudente. Como por exemplo, a falta de privacidade dos internautas, conteúdos impróprios de fácil acesso e até mesmo incentivos a actos ilícitos e perigosos.

Infelizmente, é comum encontrarmos alguns casos de vítimas da exposição, sendo que em casos mais graves algumas chegaram ao ponto de tirar a própria vida por causa da vergonha e medo da opinião dos seus pais e da sociedade. Outro facto comum e recente, são os incentivos a violências e jogos que podem causar danos nas crianças. Por isso, é extremamente importante o desenvolvimento de competências digitais e o ensino do uso correto das tecnologias, principalmente para crianças e adolescentes.

Como incentivar as crianças a usarem a tecnologia de forma correta e benéfica?

Bloquear o acesso é praticamente impossível hoje. O que podemos fazer é estimular a pesquisa de conteúdos que sejam pertinentes para a sua formação e que criem interesse pelo conhecimento. Devem ser consideradas as muitas vantagens no uso das novas tecnologias no processo educacional, como informações que são obtidas com muita rapidez, imagens que facilitam a compreensão de fenómenos distantes da realidade dos alunos, acesso a informações que não são disponibilizadas pelos media, como literatura, arte, política, construção dos próprios jogos, por exemplo.

Investir no desenvolvimento da criança através de cursos, por exemplo, pode-a estimular a procurar conteúdo na internet para melhorar a sua aprendizagem. Hoje já existem escolas especializadas na formação de crianças e ensino de rotinas que as estimulam a optar pelo lado bom que a internet tende a oferecer.

Uma das mais reconhecidas escolas. e referência ns cursos de tecnologia e inovação, é a Happy Code, que se preocupa em desenvolver competências baseadas na tecnologia, para crianças e adolescentes dos 7 aos 17 anos, através das diversas aulas oferecidas pela equipa qualificada de profissionais e com material didáctico que se preocupa em educar os alunos para a realidade.

Conheça as nossas escolas e venha visitar-nos ou marque uma aula experimental.

 

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos lecionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de atuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code leciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projetos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário