Novos modelos de educação mundial

O modelo tradicional de ensino, em sala de aula, com as crianças a receber o conteúdo do currículo escolar através do que o professor ensina já é um método ultrapassado. Isso mesmo! Já existem muitas escolas a importar modelos de educação e o resultado é animador!

Os novos modelos de educação mundial estão a invadir muitas escolas que, há pouco tempo, não abdicavam das aulas tradicionais, com os professores a ensinar o conteúdo no quadro e os alunos a tirar apontamentos, a fazer testes e a levar TPCs. Os modelos de educação mundial começam a ganhar destaque em algumas escolas do País. Assistam a esta novidade!

Novos modelos de educação mundial – Principais conceitos!

Hoje em dia, especialistas e pedagogos debatem diversos meios de aprendizagem, longe dos métodos convencionais de ensino e aprendizagem. Os testes já se tornaram ultrapassados perante os novos modelos de educação mundial.

As novas propostas para o ambiente escolar, que já são realidade em países como Portugal, Estados Unidos e Finlândia, tem eficácia comprovada, face ao retorno positivo dos rendimentos escolares. Nesses novos modelos de ensino, o aluno tem mais protagonismo na sala de aula e o professor é visto como alguém que pode auxiliar na aprendizagem, o que é muito diferente do cenário atual, em que o educador é um reprodutor de ideias.

Alguns tipos diferentes de modelos de educação mundial propõem o fim das salas de aula convencionais e os estudantes escolhem quais as disciplinas que gostariam de aprofundar.

Neste caso, os professores assumem um papel de orientadores e auxiliam os estudantes de maneira individualizada, respondendo às dúvidas e necessidades específicas de cada aluno.

Novos modelos de educação mundial aplicados no país

Já temos várias escolas que já estudam a aplicação destes modelos de educação mundial no currículo escolar. A proposta da instituição é colocar fim à divisão de alunos por anos e salas de aula, agrupando os estudantes em áreas de interesse de estudo. Como tal, não existiriam turmas, nem avaliações com base na aplicação de testes e desempenho através da análise dos boletins escolares.

Outros colégios e até universidades também já adoptaram métodos de educação do exterior. Um deles é conhecido como sala de aula invertida. O conceito, nada mais é do que alunos que estudam o conteúdo em casa, fazem exercícios e, no ambiente escolar, tiram dúvidas com os professores sobre o material estudado.

Os novos modelos de educação mundial ainda incentivam o trabalho em grupo e levantam questões, ideias e estimulam iniciativas por parte dos estudantes, através de aulas práticas, debates e outras actividades.

Outra proposta dos novos modelos de educação é fazer com que os professores tenham mais liberdade em circular pela sala de aula para identificar as necessidades e dúvidas individuais.

Estes novos modelos de educação ainda incentivam a utilização de tecnologia, já que a ideia é que os estudos sejam feitos em ambientes digitais, com professores a tirar dúvidas de alunos pelo Skype, por exemplo.

Aulas dinâmicas e divertidas com conceitos de programação e robótica

Happy Code, escola de tecnologia e inovação para crianças e adolescentes, trabalha desta forma nas suas aulas. A metodologia de ensino é baseada no conceito global STEAM – Science, Technology, Engineering, Arts and Math, que une o conteúdo de disciplinas fundamentais, formando alunos mais preparados e capacitados para os desafios do dia a dia.

O ambiente de estudo é totalmente online e os alunos devem criar projectos que os estimulem a pensar desde a concepção até a conclusão. Isto é excelente porque os ajuda a pensar de forma organizada, estimula o raciocínio lógico, a criatividade e o trabalho em equipa, por exemplo.

A realidade é que os novos modelos de educação mundial já existem, começam a ser difundidos e estão a ganhar força. O que achou destas novidades?

Agende agora uma aula experimental na Happy Code e conheça um ambiente diferenciado, com aulas dinâmicas e que envolvem os novos modelos de educação.

 

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos lecionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de atuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code leciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projetos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário