Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. INSCREVE-TE AQUI!
Accueil / Happy Blog / 7 dicas para contratar os melhores professores de educação infantil

7 dicas para contratar os melhores professores de educação infantil

Há momentos em que a administração escolar tem de mudar de estratégia e procurar novas formas de envolver os alunos, não é? Já considerou contratar um professor de educação infantil que esteja familiarizado com os novos métodos de ensino?

É muito importante formar uma equipa de docentes qualificados para atuar da melhor maneira possível, aplicando um ensino de excelência e que gere resultados a curto, médio e longo prazo. Por isso, não pode contratar qualquer pessoa, mas alguém que tenha paixão pelo que faz.

Neste artigo, apresentamos 7 dicas especiais para acertar em cheio na contratação. Continue a leitura e fique a conhecer!

1. Saiba quais são as necessidades da escola

Antes de mais, é preciso perceber quais são as necessidades da escola para que haja um processo seletivo coerente e seja possível contratar novos professores. É essencial que identifique as disciplinas que estão a precisar de bons profissionais e como essa mudança terá impacto na captação de alunos, proporcionando bons resultados para a imagem da instituição.

Ao observar as exigências, procure de forma ágil e detalhada, visando identificar os profissionais que apresentam o estilo da instituição de ensino e que pretendem crescer com a escola. Esta procura mais detalhada permite que encontre perfis que estão dispostos não só a ensinar a matéria, mas a contribuir com o desenvolvimento das crianças da melhor forma possível.

2. Pesquise as tendências de mercado

Além de saber quais são as próprias necessidades da escola, algo que qualquer gestor precisa de fazer é ficar atento às tendências da educação, porque ninguém quer perder espaço de mercado e ver a concorrência a levar a melhor. Por isso, faça uma procura minuciosa para verificar as novidades que vão ter impacto no ensino

de alguma forma, a fim de adaptar a estrutura da escola e contratar professores conceituados.

Sempre que possível, faça um levantamento dos principais requisitos pedidos nas outras instituições e remodele o seu recrutamento, tendo como propósito adequar-se às boas práticas do mercado. Avalie também as médias salariais, porque assim oferecerá uma remuneração justa e atrativa para captar bons profissionais.

3. Avalie as experiências anteriores dos candidatos

Assim como qualquer seleção de emprego, é indispensável verificar a trajetória profissional dos candidatos, afinal, precisa de ter pessoas que saibam lidar bem com crianças. Procure o máximo de informação sobre os professores que querem a vaga e procure compreender a razão de eles terem saído das escolas anteriores, porque isso pode ter influência no dia-a-dia na sala de aula.

Independentemente se os candidatos são jovens ou mais velhos, torna-se imprescindível avaliar se a pessoa tem dedicação ao que faz e se deseja fazer a diferença no novo emprego. Pode ter acesso ao histórico dos candidatos através do currículo, de perfis nas redes sociais ou, até mesmo, de contactos que forneçam referências dos profissionais.

4. Observe o método de ensino aplicado

A forma como a matéria é ensinada na sala de aula conta muito para a aprendizagem dos alunos, por isso os professores precisam de ter a competência de gerir o conteúdo com propriedade. Tem de avaliar as competências do professor e quais os métodos que costuma utilizar para captar a atenção das crianças.

Saber como os candidatos à vaga mantêm a ordem dentro da sala também é muito importante, porque o perfil ideal tem de ter paciência, controlo e destreza para realizar intervenções didáticas que possam manter a ordem. Contrate alguém que consiga ter o domínio da turma e saiba desenvolver os alunos tanto na parte neurológica como na questão socioemocional.

5. Perceba se o profissional procura atualizar-se

De forma geral, todas as profissões têm de se atualizar constantemente, ainda mais quem trabalha com a função de ensinar outras pessoas. Um profissional que não para os seus estudos está sempre atento às novidades e dispõe de um método de ensino muito mais interessante do que quem ficou parado no tempo.

Ao contratar novos professores de educação infantil, procure informações sobre a formação académica deles, isto é, se fizeram pós-graduação, mestrado ou têm certificados de proficiência noutras línguas. Além disso, veja se os candidatos são leitores assíduos, porque trabalhar com crianças envolve muito a imaginação e quanto mais a pessoa estiver familiarizada com a leitura infantil, melhor será o trabalho.

6. Tenha atenção às caraterísticas pessoais

Embora seja muito difícil encontrar um profissional que o perfil corresponda 100% às suas expetativas, é possível procurar alguém com o máximo de qualidades que possam fazer a diferença no dia-a-dia de trabalho. Repare na entrevista se os candidatos demonstram ser dinâmicos, educados, flexíveis, resilientes, comprometidos, íntegros, entre outros aspetos que ajudem a estabelecer uma comunicação escolar eficiente.

A postura dos professores conta muito para que os alunos possam ter o devido respeito na sala de aula e executarem as tarefas sem questionar, por isso, vale a

pena identificar se o profissional escolhido tem a capacidade de exercer bem o ofício. O docente tem de ter sentido de grupo, porque será necessário dar-se bem não só com os alunos, mas também com os restantes colaboradores da escola.

7. Veja se a pessoa tem conhecimento tecnológico

Por mais que os candidatos tenham um amplo conhecimento da profissão, saibam lidar com crianças e consigam desenvolver várias atividades, se eles não tiverem competências tecnológicas acabam por ficar para trás. É preciso renovar-se sempre na profissão e procurar compreender novos softwares, aplicações, websites educativos, jogos e as restantes ferramentas que ajudam muito na rotina de trabalho.

Compreender a tecnologia ao ponto de utilizá-la na sala de aula colabora para o desenvolvimento cognitivo das crianças, além de reforçar o pensamento crítico e inspirá-las a serem mais criativas. Pergunte aos candidatos se eles conhecem ou já trabalharam com a metodologia STEM, por exemplo, porque, se tiverem noção do que é, pode ter a certeza que terá um bom profissional ao seu dispor.

Para finalizarmos, antes de selecionar um professor de educação infantil, veja bem a condição da escola e o seu planeamento estratégico, a fim de ter planos futuros para expandir a estrutura da instituição. Da mesma forma, avalie periodicamente o desempenho do profissional no decorrer dos dias para confirmar que contratou bem.

E então, este artigo ajudou-o a compreender o que deve ter em conta ao contratar um novo professor? Quer ter acesso a outros conteúdos do blog em primeira mão? Então, subscreva a nossa newsletter e conheça as novidades que preparamos sobre educação infantil!

0 commentaires

Laisser un commentaire: