Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. INSCREVE-TE AQUI!
Accueil / Happy Blog / Conheça 6 iniciativas que podem ser adotadas no contraturno escolar

Conheça 6 iniciativas que podem ser adotadas no contraturno escolar

O contraturno escolar consiste na oferta de atividades depois das aulas, com a intenção de desenvolver novas competências nos estudantes ou melhorar o que já é trabalhado pela escola. Esta também é uma iniciativa que contribui para os pais organizarem melhor a rotina dos seus filhos.

Atualmente, é muito difícil conciliar os compromissos profissionais com a necessidade de dar uma atenção especial aos filhos. Por isso, as atividades extracurriculares oferecem às crianças mais oportunidades de adquirir novos conhecimentos — algo que muitos pais não conseguem desenvolver com os filhos por causa da acumulação de tarefas.

Neste artigo abordamos diversas iniciativas para incentivar os estudantes e explicamos de que forma a tecnologia pode ser aplicada neste processo. Boa leitura!

Conheça 6 iniciativas para o contraturno escolar

São muitas as opções para os alunos desenvolverem outras atividades fora do plano curricular da escola. Com o foco em ajudá-lo a conhecer algumas delas, destacamos 6 iniciativas que contribuem para os estudantes terem novas experiências.

1. Aprender culinária

Para aumentar a autonomia das crianças, uma alternativa interessante é a aula de culinária. Proporcionar a oportunidade de preparar o próprio alimento fortalece a autoestima, que é essencial para enfrentar novos desafios com mais tranquilidade e confiança.

Nas aulas, é possível ensinar cálculos de medidas relativos ao peso e ao volume. Também é exigido interpretar os textos de forma correta, porque as receitas têm de ser executadas seguindo as orientações apresentadas.

Os alunos também realizam experiências com base em conceitos de química. Assim, percebem como essa disciplina é importante na prática, tornando a aprendizagem ainda mais enriquecedora.

2. Praticar música Despertar a criatividade, melhorar a concentração, aumentar a espontaneidade e aperfeiçoar a coordenação motora são alguns dos benefícios que a música proporciona. Além disso, esta atividade ajuda o estudante a ser mais sociável, fazendo com que ele participe em apresentações musicais — em que interage com os colegas e o público.

Qualquer ação que contribua para o amadurecimento da criança é bem-vinda. É comum muitos pais escolherem a aula de música nas atividades extracurriculares por saberem do potencial dessa iniciativa e para conhecer melhor outras línguas, como, por exemplo, o inglês.

Tornar a aprendizagem de línguas estrangeiras mais prática é uma forma de incentivar a musicalidade nos estudantes. Isto deve ser tido em consideração na altura de optar por uma atividade depois do fim das aulas na escola.

3. Optar por dança

Não é novidade que a dança é ideal para melhorar a coordenação motora. Também é bastante útil para enfrentar a timidez que, dependendo do caso, prejudica a capacidade de socialização das crianças.

Outro benefício é estimular a memorização, porque as coreografias contam com uma série de passos que devem ser feitos seguindo uma ordem. Qualquer erro pode prejudicar a beleza de uma apresentação, por isso é indispensável ter muita atenção nos movimentos a serem executados.

Também é possível estimular os alunos a serem mais criativos com a elaboração de coreografias. Para isso, é recomendado que os professores orientem os

estudantes. A dança é muito importante para ter contacto com outras culturas, o que favorece a convivência com diversos costumes de forma tranquila.

4. Aperfeiçoar o inglês

Muitos pais aproveitam o contraturno escolar para matricular os filhos em cursos de língua inglesa. Por ser muito utilizado no meio académico e no mundo empresarial, este idioma tem uma grande importância na aquisição de conhecimento e no aumento da empregabilidade.

É perfeitamente compreensível que os pais tenham uma preocupação com o futuro das crianças. Por isso, as aulas de inglês têm uma grande procura atualmente. O recomendado é que, desde a educação infantil, esta língua seja trabalhada — assim, o aluno tem mais facilidade em aprender.

Dominar uma língua estrangeira reforça a autoestima e ajuda uma pessoa a ser mais comunicativa. Além disso, estimula a prática de outras atividades, como ouvir músicas, ver filmes e ler obras literárias estrangeiras.

Falar fluentemente inglês, francês e outras línguas permite o acesso mais abrangente a várias culturas, o que é fundamental para os alunos terem um contacto maior com a diversidade e com diferentes fontes de conhecimento.

5. Conhecer melhor a pintura As crianças gostam muito de pintar. Desde muito novas, adoram pegar num lápis ou num pincel para fazer desenhos, e essa caraterística pode ser aproveitada através das aulas de pintura. Além de melhorar a coordenação motora, essa atividade é fundamental para os alunos observarem melhor as paisagens e os restantes locais que frequentam.

Desenvolver a capacidade de reparar no que está à volta contribui para a formação de pessoas mais atentas aos detalhes. Isto é fundamental para despertar o sentido crítico e a comunicação.

Os pais podem aproveitar as aulas de pintura para interagir mais com os filhos no fim de semana. Toda a família pode reunir-se para fazer um desenho relativo a uma ação em que todos participaram, como, por exemplo, um passeio à praia.

O ensino da pintura é importante para os alunos terem contacto com as diversas áreas da arte. Desta forma, terão mais interesse em frequentar exposições e visitar museus.

6. Praticar desporto

Fazer exercício físico nas atividades extracurriculares é uma medida inteligente para melhorar a coordenação motora. Dependendo da modalidade escolhida, a criança ainda desenvolve o espírito de equipa, elemento crucial para fortalecer a empatia e o foco em resultados.

Os desportos são muito valiosos no processo de socialização das crianças. Isto acontece porque estimula a realização de atividades em conjunto e ajuda a comunicação entre os membros da mesma equipa.

Outro aspeto positivo da prática desportiva é a realização de competições. Esta medida é importante para os estudantes conviverem melhor com sentimentos como a alegria e a frustração. Mostrar que é possível aprender com os acertos e os erros ajuda na formação de pessoas mais fortes emocionalmente.

Aposte na tecnologia São muitas as atividades que podem ser desenvolvidas pelos estudantes depois das aulas. Se for possível, é recomendado apostar em formações que englobam a programação de jogos, o desenvolvimento de aplicações e a robótica.

As crianças e os adolescentes gostam de desafios que envolvam a tecnologia, porque é uma forma de estimular a criatividade e, em muitos casos, o trabalho em equipa. Em muitos locais, por exemplo, existem competições que têm como

objetivo a criação de robôs, fazendo com que os estudantes apresentem um foco maior nos resultados.

Investir em iniciativas relacionadas com a educação digital dos alunos é crucial para desenvolver o raciocínio lógico, a concentração e a capacidade de trabalhar com a inovação. Sem dúvida, são benefícios que justificam dar prioridade aos cursos de tecnologia nas atividades extracurriculares depois da escola.

0 commentaires

Laisser un commentaire: