Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. INSCREVE-TE AQUI!
Início / Happy Blog / [ Infográfico] Descubra como aumentar o plano curricular do ensino integral na sua escola

[ Infográfico] Descubra como aumentar o plano curricular do ensino integral na sua escola

A educação integral vai muito além da extensão do tempo do ensino. O conceito, na verdade, centra-se essencialmente na formação completa das pessoas, favorecendo o desenvolvimento de aspetos físicos, morais e intelectuais.

Para que este modelo pedagógico seja bem-sucedido, é necessário que a instituição de ensino esteja disposta a remodelar o seu projeto escolar e ir além dos aspetos relacionados com a cognição e a racionalidade. O aumento da jornada escolar é importante, mas é fundamental reestruturar conteúdos e linguagens, alterar espaços de aprendizagem e abraçar metodologias inovadoras.

Se acha este assunto interessante, então leia o artigo até ao final. Apresentamos a seguir um conteúdo especial para descobrir como enriquecer o plano curricular do ensino integral. Boa leitura!

Saiba como funciona a educação integral

Como referimos, a educação integral não está relacionada apenas com o tempo de permanência do aluno na escola, embora o aumento da carga horária beneficie o modelo pedagógico.

A modalidade traz múltiplas oportunidades de aprendizagem e está focada no desenvolvimento completo das crianças e dos jovens nas esferas social, cultural, emocional, física, psicológica, entre outras.

Explicando de modo prático, no turno da manhã são lecionadas disciplinas de núcleo comum e obrigatório. No turno da tarde, privilegia-se várias atividades extracurriculares, como, por exemplo, as artes manuais, a literacia digital, o teatro, etc. E estas atividades são realizadas de forma interdisciplinar — ou seja, unificando aquilo que é comum a duas ou mais áreas, como a culinária e a matemática.

Conheça as vantagens do ensino integral

Depois de compreender o conceito de educação integral, é a altura de conhecer as vantagens desta modalidade de ensino. Vamos lá?

Melhoria do desempenho escolar

Graças a uma rotina escolar bastante estruturada, com períodos predeterminados para cada atividade, o aluno consegue assimilar melhor os conteúdos lecionados. Esta organização de tempo faz com que ele desenvolva autonomia e, consequentemente, melhore o seu desempenho escolar.

No ensino integral, o jovem dedica-se muito mais aos estudos, tem a oportunidade de tirar as suas dúvidas com profissionais especializados e é constantemente estimulado a tornar-se protagonista da sua própria aprendizagem.

Diversidade de atividades

Além das disciplinas básicas, os alunos têm acesso a uma variedade de atividades ao longo do período escolar. Praticam desporto, aprendem sobre artes e música e aproveitam momentos de lazer e de cultura, por exemplo.

Outro ponto interessante é que a educação integral privilegia o contacto dos estudantes com as novas tecnologias e ferramentas digitais. Robótica, programação e literacia digital são exemplos de cursos oferecidos nesta modalidade de ensino. Bom, não é?

Esta variação de tarefas garante a motivação dos jovens e ainda o desenvolvimento de novas e diferentes competências. Imagine o quanto será positivo para a construção das suas identidades. A partir do ensino integral, o aluno terá a oportunidade de se conhecer melhor, identificando os seus gostos e desejos.

Aproveitamento de tempo

É comum encontrarmos crianças e jovens que passam as tardes em frente à televisão, a jogar videojogos ou a navegar na Internet. Um estudo realizado por

investigadores das universidades da Georgia e de San Diego, nos EUA, aponta que os adolescentes que utilizam demasiado as redes sociais, por exemplo, são 68% mais infelizes em comparação com os que passam menos tempo em frente aos ecrãs.

Portanto, passar períodos de grande ociosidade em casa sem uma supervisão adequada não é saudável. Neste sentido, a educação integral apresenta-se como essencial para manter o bem-estar dos alunos, afinal, enquanto estiverem na escola, serão constantemente acompanhados e estimulados, mesmo durante momentos de descontração.

Conheça outros benefícios do ensino integral:

· Oferece orientação nutricional adequada.

· Traz tranquilidade aos pais que precisam de trabalhar o dia todo.

· Melhora a convivência no ambiente doméstico, uma vez que os alunos têm mais tempo para atividades de lazer com os seus familiares.

· Promove o desenvolvimento das relações sociais.

· Fortalece o vínculo entre o aluno e a escola.

· Incentiva hábitos de higiene.

Compreenda a importância desta modalidade de ensino

O mercado educacional mudou e tem se mostrado altamente competitivo. Para se destacar em relação aos concorrentes, atrair o público-alvo e fidelizar os alunos, é necessário que as instituições de ensino estejam constantemente atentas às tendências e novidades do setor.

Neste sentido, a educação integral apresenta-se como um fator diferenciador competitivo para que as escolas se consigam manter relevantes.

É importante, no entanto, que os gestores estejam preparados para oferecer um plano curricular em consonância com as necessidades e as exigências da sociedade atual. E esse plano curricular deve contemplar conteúdos que envolvam diretamente as competências do século XXI.

Conheça algumas dicas para posicionar a sua instituição de ensino no mercado educacional: · Invista em Marketing Digital: a Internet e as ferramentas digitais são uma ótima forma de alcançar diretamente o público-alvo.

· Aposte nos fatores diferenciadores: a sua escola tem algo de especial para oferecer? Aposte nesse fator diferenciador ou invista para criar um.

· Conheça a fundo o seu público-alvo: pesquise sobre o comportamento e as necessidades do público-alvo. · Seja transparente na sua comunicação escolar: estabeleça sempre um diálogo verdadeiro com o público-alvo e com a comunidade escolar.

Saiba que cursos deve incluir no plano curricular

Sabemos que um dos maiores desafios para os gestores na implementação da educação integral é a seleção do plano curricular. Desta forma, ao preparar um programa para esta modalidade de ensino, recomendamos que sejam adotados cursos nas áreas da tecnologia e das línguas. Como referimos, é muito importante prezar pelas competências exigidas pelo século XXI, pensando nos jovens como futuros profissionais.

Além disso, a escola deve fornecer subsídios necessários para que os estudantes possam acompanhar as aulas complementares, investindo em espaços físicos que favoreçam dinâmicas, atividades em grupo e exercícios que contribuam para a saúde dos jovens.

Descubra como a Happy Code pode ajudar a sua escola

Referência no setor de ensino de linguagem de programação para crianças e adolescentes, a Happy Code oferece uma gama de opções para enriquecer o plano curricular da educação integral. Os programas disponíveis trabalham competências que fazem a diferença no futuro dos jovens, garantindo-lhes vantagem competitiva no mercado profissional.

Direcionados para estudantes de 5 a 17 anos, os cursos oferecidos trabalham o desenvolvimento de jogos, robótica e aplicações. Todos os materiais da empresa foram criados com o objetivo de preparar as crianças para o mundo empreendedor. Além disso, a Happy Code é a referência no ensino STEM, sigla em inglês para Science (Ciência), Technology (Tecnologia), Engineering (Engenharia) e Math (Matemática). A metodologia tem como objetivo unir conhecimentos destas quatro áreas, incentivando a aprendizagem interdisciplinar, a criatividade e o pensamento crítico.

Neste artigo, compreendeu como funciona a educação integral, conheceu os seus benefícios e descobriu como é possível aumentar o plano curricular escolar. Agora que já sabe mais sobre o assunto, pode começar a pensar em remodelar os processos educativos na sua instituição de ensino.

0 comentários

Deixe um comentário: