Todas as nossas atividades podem ser presenciais ou online. INSCREVE-TE AQUI!
Início / Happy Blog / Conheça os 3 principais desafios dos professores com a Geração Z

Conheça os 3 principais desafios dos professores com a Geração Z

Impacientes, exigentes e dinâmicos — este é o perfil de crianças e jovens da Geração Z, nascidos entre os anos 1995 e 2010. Criados numa era altamente tecnológica, de ansiedades profundas e mudanças avassaladoras, são críticos, interrogadores e exigem que as instituições de ensino se adaptem às suas peculiaridades.

Afinal, as metodologias tradicionais de ensino estão em total dissonância com os seus perfis hiperconetados. Para atendê-los, deve ser remodelado e readaptado tudo: salas de ensino, processos de aprendizagem e, em especial, a postura dos professores.

Se o assunto lhe desperta interesse, continue a leitura deste artigo. A seguir, relacionamos os principais desafios enfrentados por professores em relação à Geração Z. Por fim, apresentamos dicas práticas para superar esses obstáculos. Boa leitura!

Os 3 principais desafios dos professores com a Geração Z

1. A transmissão do conhecimento

Transmitir conteúdos para uma geração que já nasceu conetada e rodeada de informação é uma tarefa complexa e desafiante. Se antes o estudante era um mero espetador na sala de aula, hoje deseja participar ativamente no processo de ensino/aprendizagem, afinal de contas, ele acredita que é capaz de gerir o seu próprio conhecimento.

Por causa do surgimento da Internet e das novas tecnologias, o papel do professor mudou. Hoje em dia, é o aluno que está no centro do processo de ensino/aprendizagem e é ele que conduz a forma como o conhecimento é construído. Cabe, então, ao docente o papel de mediar e colaborar para a construção desse conhecimento.

2. A motivação dos estudantes em aprender

Na era digital, prevalece o dinamismo. Num mundo onde as informações circulam com uma rapidez implacável, os dispositivos tecnológicos tornam-se extensões dos nossos corpos. É tudo muito imediato e instantâneo. Deste modo, é compreensível que a Geração Z demonstre uma certa impaciência e ansiedade quando se depara com situações e processos mais demorados.

O facto é que as metodologias tradicionais de ensino são desmotivadoras e cansativas para os jovens dos dias de hoje. Além disso, o ensino unilateral já não atende ao seu perfil, muito mais disperso e sujeito às diversas distrações do mundo contemporâneo, como a Internet, as redes sociais, os smartphones, etc.

3. A adaptação das salas de aula

Não há como voltar atrás: a tecnologia faz parte do quotidiano das crianças e dos adolescentes — e essa realidade afeta inevitavelmente as relações entre os professores e os alunos. Ao negar esse cenário, os docentes submetem-se a metodologias de ensino ultrapassadas e desatualizadas, que estão em total desacordo com as exigências e as necessidades dos alunos da Geração Z.

Observa-se uma resistência absurda por parte de alguns professores e instituições de ensino quando o assunto é a incorporação de tecnologias na educação. Há uma opinião completamente errada sobre esses novos recursos, que não são utilizados com o objetivo de substituir o papel dos docentes nas salas de aula, pelo contrário, são extremamente úteis para aperfeiçoar a aprendizagem.

Dicas para superar os desafios dos professores com a Geração Z Agora que já conhece os principais obstáculos dos docentes em relação aos alunos da Geração Z, é altura de conhecer dicas práticas para estimular as crianças e os adolescentes e ainda viabilizar o protagonismo na sala de aula.

Aproveite a Internet

A Internet não é uma mera distração. Quando é bem utilizada, apresenta-se como uma ferramenta aliada de grande valor para estimular e envolver os alunos. Pense no vasto material de que ela dispõe. São inúmeros conteúdos, como vídeos, imagens, áudios, etc., que podem ser consumidos durante as aulas para facilitar a apreensão dos conteúdos.

Esteja presente nas redes sociais

Sugerimos que os professores e as instituições de ensino acompanhem a popularidade das redes sociais com o intuito de compreenderem o comportamento das crianças e dos adolescentes da Geração Z. Esta dica é interessante não só para conhecer a fundo o perfil dos estudantes em geral, mas para aperfeiçoar a aprendizagem.

É possível, por exemplo, promover discussões na rede, convidando os alunos a debater as questões atuais. É preciso, no entanto, programar com antecedência a aplicação deste tipo de atividade, a fim de garantir um bom relacionamento entre os envolvidos e o alcance do resultado esperado.

Aposte em tecnologia

Se deseja que os seus alunos encarem os estudos sob uma nova perspetiva, saiba que é essencial apostar em tecnologia na educação. Assim, é possível garantir que eles assumam o papel de protagonistas no processo de ensino/aprendizagem e que estejam mais preparados para os desafios do mundo atual.

Saiba que as ferramentas digitais trazem diversos benefícios para as salas de aula, porque tornam os conteúdos mais interessantes, aproximam os estudantes dos docentes e contribuem para a melhoria do desempenho escolar e da produtividade dos alunos.

Conheça a seguir 5 tendências tecnológicas da área educacional que tornam a aprendizagem mais dinâmica, atrativa e interativa:

· Robótica: a ferramenta estimula a criatividade e desenvolve o interesse dos estudantes por engenharia, matemática e física.

· Mobile learning: promove a aprendizagem em ambientes digitais à distância e por intermédio de dispositivos móveis, como tablets e smatphones.

· Gamificação: consiste na utilização de jogos digitais para estimular a aprendizagem.

· Realidade virtual: permite ao aluno vivenciar experiências reais e interativas como, por exemplo, situações de risco.

· Inteligência artificial: incentiva a aprendizagem através da tentativa e erro, possibilitando que o aluno acompanhe a evolução do seu desempenho.

Faça uso de novas metodologias de ensino

É preciso procurar novas metodologias de ensino capazes de envolver os alunos, incentivando-os a aprender de forma autónoma e participativa através de situações reais e práticas. Assim, destacamos a metodologia STEM, que tem por objetivo integrar Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática e ainda estimular a criatividade, o trabalho em equipa e o pensamento crítico.

Neste artigo, conheceu os principais desafios dos professores com a Geração Z e aprendeu dicas práticas para superá-los. Como pode ver, o novo perfil dos alunos exige uma readequação de processos educativos e espaços de aprendizagem. Na era da informação, o papel do docente também é substancialmente alterado: agora o mestre deve tornar-se no mediador.