Perceba a importância da aprender sobre tecnologia na infância

Perceba a importância da aprender sobre tecnologia na infância

O uso correto da tecnologia na infância é um verdadeiro desafio. As novas gerações digitais parecem ter competências natas para lidar com a comunicação online e com as diversas ferramentas que a tecnologia traz para o nosso dia a dia. Para os pais, no entanto, que nasceram e cresceram num contexto completamente diferente, as coisas podem não ser assim tão fáceis.

A tecnologia está presente na vida das crianças, isso é um facto inegável. Proibir todos os dispositivos tecnológicos não é uma alternativa possível, e muito menos a mais indicada. A tecnologia é uma ferramenta positiva, que traz inúmeras vantagens ao desenvolvimento das crianças e adolescentes, desde que usada da forma correta e com na direcção certa.

Para isso, os mais pequenos devem receber uma orientação adequada. Precisam, desde muito novos, de aprender a evitar os pontos negativos e a desenvolverem-se aproveitando todas as potencialidades do novo mundo, que definitivamente é tecnológico.

Optimizar o uso da tecnologia pelas crianças ajuda a desenvolver raciocínio lógico, e pode ser um excelente aliado dos estudos escolaresQuer saber quais são as principais vantagens da tecnologia na infância? Se a resposta for sim, continue a ler este texto!

Traz novas formas de estudar

Ter um smartphone ligado à internet é ter o mundo na palma da mão. A criança tem uma infinidade de possibilidades para pesquisar, podendo pesquisar e encontrar respostas para qualquer questão em poucos segundos. Então por que não fazer da Internet o novo livro didáctico?

Ferramentas interactivas, como vídeos e jogos, podem ser muito mais estimulantes e facilitar muito a aprendizagem dos mais pequenos. Afinal, o interesse é algo fundamental no processo de aprendizagem.

Apesar de muitas escolas ainda se negarem a estabelecer essa relação inevitável com o mundo da tecnologia, muitas outras já aproveitam as suas ferramentas como uma forma de tornar as aulas mais interessantes e adequadas ao contexto em que as crianças vivem hoje.

Prepara para o futuro

Hoje, o mercado de trabalho é dominado pela tecnologia, e é importante ressaltar que já há uma grande falta de mão de obra especializada para actuar nessa nova realidade. Saber usar ferramentas tecnológicas não é apenas mais um aspecto diferenciador, é uma exigência básica para qualquer cargo minimamente qualificado.

Daqui a 10 ou 20 anos, tudo indica que essa presença tecnológica será ainda mais intensa — e é com esse mundo que os jovens de hoje terão que lidar. A tecnologia é presente e futuro, e quanto mais as crianças e adolescentes aprenderem a trabalhar com ela, maiores serão as suas hipóteses de sucesso na vida profissional.

Desenvolve a capacidade de aprendizagem

Assim como todo o corpo da criança, o cérebro infantil também está em constante desenvolvimento. Novas ligações são formadas em cada segundo, e o modo como essa construção se dá é fundamental para o resto da vida de um ser humano.

Sem substituir outras relações, como o contacto pessoal e o afecto, jogos e outras actividades interactivas são excelentes para estimularem os pequenos cérebros em desenvolvimento.

Ao ampliar as potencialidades do cérebro com mais rapidez, devido aos estímulos fortes e constantes, a criança desenvolve uma mente mais aberta e apta a aprender com facilidade sobre diversos assuntos e de diferentes formas. É um crescimento proporcional: quanto mais se aprende, mais facilidade e interesse se tem pela aprendizagem.

Permite que a criança produza conteúdo

Sim, esse é um grande benefício. Com a supervisão e orientação correta de um adulto, é claro, a criança pode produzir o que quiser e disponibilizar na net. Textos, vídeos, sites e, por que não, jogos?

A ideia de não só receber um conteúdo pronto, mas também ser capaz de construir e divulgar aquilo que é do seu interesse, faz com que a criança assuma o lugar de protagonista na sua própria aprendizagem.

Torna-se muito mais independente e autodidacta, além de desenvolver o pensamento crítico e a capacidade de ensinar. Além disso, o contacto constante com realidades diferentes da sua, e a visão de que todos podem produzir o seu próprio conteúdo, é excelente para a criança aprender sobre tolerância e respeito.

Estimula a concentração e o raciocínio lógico

Numa tela colorida no telemóvel ou tablet, com vários itens que se movimentam ao mesmo tempo, uma criança de 2 anos de idade precisa ficar muito atenta para compreender o que se passa, principalmente se aquela actividade pede que ela interaja de alguma forma.

É assim que essas ferramentas ensinam a criança a prestar atenção, a ter foco. A competência da concentração é de extrema importância na aprendizagem, com ou sem tecnologia, e desenvolvê-la cedo coloca a criança em vantagem no processo escolar.

Da mesma forma, o raciocínio lógico também é estimulado. Isso será importante não só na infância, mas também na vida adulta. O computador é pura lógica, e aprender a forma como ele opera, por exemplo, ajuda a criança a entender o funcionamento das suas próprias competências lógico-matemáticas.

Desperta interesse por novos conhecimentos

Como já dissemos aqui, a tecnologia é um mundo que está disponível na palma da mão. A Internet não só permite que a criança aprenda sobre qualquer assunto, como é também responsável por despertar os mais diversos interesses.

Ao consumir conteúdo e interagir com ferramentas tecnológicas, a curiosidade natural da criança fará com que ela queira saber cada vez mais. Com o estímulo correto, pode-se aproveitar essa curiosidade infantil para construir grandes aprendizagens — basta que os pais se certifiquem  que a criança consuma apenas aquilo que é adequado à sua idade.

Como pôde perceber, a tecnologia na infância não é nenhum grande desafio para a educação. Pelo contrário, é preciso aceitá-la como algo que faz parte da vida da criança, e fará ainda mais no futuro. As competências do século XXI envolvem a tecnologia e todas as outras facetas que ela traz. Uma criança que aprende essas competências, será um adulto preparado para o futuro.

Gostava de saber mais sobre como a aprendizagem tecnológica pode ajudar a desenvolver os mais pequenos? Marque uma aula experimental grátis e conheça todas as possibilidades para começar já a aproveitar todos esses benefícios!

 

Sobre a Happy Code

A Happy Code é uma escola de programação, tendo como missão formar pensadores e criadores do século XXI. Com uma metodologia de ensino baseada no conceito STEAM (“Science, Technology, Engineering, Arts and Math”), os cursos lecionados incidem sobre a programação de computadores, desenvolvimento de jogos e aplicações, robótica com drones, bem como produção e edição de vídeos para o YouTube.

Tendo como premissa de atuação os valores da responsabilidade, da confiança, da inovação e da consciência social, a Happy Code leciona os seus cursos em centros próprios ou em escolas, empresas, municípios, projetos sociais, centros de estudo, ATLs, entre outros, estando já presente em várias zonas de Portugal.

0 Comentários

Deixe um comentário